sábado, abril 18, 2009

O Silêncio


Apesar de não dizer nada, o silêncio não é necessariamente algo vazio. Pode algumas vezes sê-lo, mas creio que o vazio algo é muito mais leve de se pronunciar.
O silêncio é muitas vezes a palavra mais sábia, e outras tantas a mais ignorante. Pode ser a atitude mais nobre, e também a mais covarde. É algo que acontece disfarçado de ausência, é a atenção disfarçada de desprezo, é a ansiedade encoberta pela paciência, é a impulsividade amansada pela razão.
O silêncio é um mar de palavras caladas e por vezes obsoletas que em nada mudam o curso da realidade. São os segredos, é a revolta e a desilusão. É o gesto humilde, generoso que vem do coração. É o olhar por cima do ombro antes de fixar o horizonte. É o adeus difícil ao passado vivido e o brilhar dos olhos perante o futuro desconhecido.
Dificilmente se poderá comparar ao vazio, pois o silêncio está cheio daquilo que não foi e daquilo que é, mas de onde nos queremos libertar. Creio que o silêncio seja aquilo que se cala para que não esteja sempre presente, o que se esconde para que não tenha de ser visto, um mar daquilo que se quer esquecer...

quinta-feira, abril 02, 2009

SORRIR



Hay que sonreir a todas las horas, pero hay veces que me olvido, eso es para que me recuerde...
QUEEEEEEEEEEESOOOOOOOOOOOO!!!!
Partilhar