quarta-feira, março 07, 2007

segunda-feira, março 05, 2007

Sobre a Angústia



Em quase todos os dias há um momento em que dou por mim a pensar na angústia a que se referia Sartre... aquela angústia do existencialismo, não a da ansiedade.


Penso na responsabiladade do que se escolhe e do que não se escolhe e nos condicionalismos. Penso nas consequências da interacção com o mundo e da sua irreversiblildade... a eterna roda vida da causa/consequência.


No seio desses pensamentos broto sempre um sorriso, porque me sinto livre, livre para me construír a mim mesma. Mas por vezes, sou envolvida pela angústia de toda essa responsabilidade e só ela me ocupa o espírito.
Penso nela porque a sinto, por vezes sinto-a tanto, mas tanto, que o sentimento parece que cristaliza, sinto-a como que uma pedra que me arranha dentro do peito.
Partilhar